Análise de obras de arte através da psicologia das cores

A linguagem da arte é composta de pontos, linhas, formas e cores. Sendo que esta última será o palco para a nossa conversa de hoje. Como já discutido em outro post deste blog, a cor exerce uma influencia poderosa nos seres humanos, e por isso os artistas sempre se utilizaram desta poderosa ferramenta da linguagem visual. Portanto não poderíamos deixar de abordar a cor na arte.

==>Se você, caro leitor, ainda não estudou sobre o significado das cores, vale a pena ler o nosso post sobre este tema.

Então, vamos analisar algumas obras levando em conta a psicologia das cores e também a teoria da combinação de cores?

Análise do quadro: Auto Retrato de Tarsila do Amaral

Ao olharmos para o auto retrato de Tarsila do Amaral logo visualizamos a imagem de uma pessoa glamurosa , sensual, elegante e confiante.

Diz a história que Tarsila pintou este auto retrato após vir de um jantar onde homenageavam a Santos Dumont. Além disso, diziam que ela era uma mulher que chamava a atenção por onde quer que passasse.

O quadro nos trás essa sensação de confiança muito provavelmente pelo emprego da cor azul no fundo do quadro.

O vestido de Tarsila, além de ter uma gola ousada e diferente, é vermelho, cor que nos passa a ideia de sensualidade e também força.

Se tratando do tipo de combinação de cor seria a “complementar dividida”, onde se emprega três cores, sendo que escolhemos uma cor e duas que são adjacentes a cor complementar. No caso da obra de Tarsila do Amaral foram utilizadas as cores: azul no fundo, vermelho no vestido e tons alaranjados na pele.

combincaco-de-cor-complementar-dividida

Noite Estrelada – Van Gogh

Na pintura a “Noite estrelada” de Van Gogh a cor azul  é disposta em vários tons e predomina no quadro. Para dar contraste e chamar a atenção do expectador, o artista utilizou alguns pontos de amarelo e laranja. Como já aprendemos em outro post do blog, se queremos destacar algo, utilizamos a combinação de cor complementar, que é bem vibrante. Porém, deve ser utilizada com cautela.

Se pararmos para analisar a obra de acordo com a psicologia das cores, teríamos um quadro quadro calmo, por causa do azul empregado. Apesar disso, o artista brincou com as linhas e as cores e conseguiu passar a ideia de dinamismo e agitação. Ao olharmos para o quadro temos a sensação de que é uma cidade pequena e calma, típica de cidade do interior, porém o céu está turbulento, está ventando e, provavelmente está fazendo frio.

De acordo com a história, o quadro foi feito quando Van Gogh estava num asilo. Curiosamente, apesar de Van Gogh preferir fazer pinturas de observação, o quadro foi feito de memória, e a igreja que está no quadro é uma igreja holandesa, e não está inserida na paisagem que o quadro mostra. As estrelas brilhantes parecem pulsar como mini-sóis e as ondas luminosas que cortam o centro da tela, parecem ter vida própria. A lua também é um elemento que chama muita atenção, e as vezes até se confunde com um sol, dando a entender que é quase dia. Contrastando com o céu todo agitado, temos um vilarejo, que possui uma igreja de torre alta. A cidade parece adormecer apesar de o céu estrelado estar cheio cheio de explosões, explosões, quiças das emoções de Van Gogh.

A pintura de Van Gogh foi a inspiração da música “Vincent” de Don McLean, que é também conhecida como “Starry Night”.

Abaixo você pode escutar a música.

“Vincent”, a música que foi inspirada no quadro a “Noite “estrelada” de Van Gogh

Vincent

Starry starry night,

paint your palette blue and grey

Look out on a summers day

with eyes that know the darkness in my soul

Shadows on the hills

sketch the trees and the daffodills

Catch the breeze and the winter chills

in colors on the snowy linen land

 

Now I understand

What you tried to say to me

And how you suffered for your sanity

And how you tried to set them free

They would not listen

They did not know how

Perhaps they’ll listen now

 

Starry Starry Night,

Flaming flowers that brightly blaze

Swirling clouds in violet haze

reflect in Vincents eyes of china blue.

Colors changing hue.

Morning fields of amber grain,

Weathered faces lined in pain

are soothed beneath the artists loving hand

 

Now i understand

What you tried to say to me

and how you suffered for your sanity

and how you tried to set them free

They would not listen

They did not know how

Perhaps they’ll listen now.

 

For they could not love you,

but still your love was true

and when no hope was left in sight

on that Starry,Starry night

you took your life as lovers often do.

But I could’ve told you Vincent,

this world was never meant for one as beautiful as you

 

Starry, Starry Night,

Portraits hung in empty halls.

Frameless heads on nameless walls,

with eyes that watch the world and cant forget.

Like the strangers that you’ve met.

The ragged men in ragged clothes.

The silver thorn of bloody rose

lie crushed and broken on the virgin snow

 

Now I think I know

what you tried to say to me

And how you suffered for your sanity

And how you tried to set them free

They would not listen.

They’re not listening still

perhaps they never wil

Vincent (tradução)

Noite estrelada

Pinte suas cores de azul e cinza

Olhe os dias de verão

Com olhos que conhecem a escuridão da minha alma

Sombras nas colinas

Desenhe as árvores e os narcisos

Sinta a brisa e os arrepios de inverno

Em cores na terra de neve

 

Agora eu entendo

O que você tentou me dizer

E como você sofreu por sua sanidade

E como você tentou os libertar

Eles não queriam ouvir

Eles não sabiam como

Talvez eles te ouçam agora

 

Noite estrelada, estrelada

Flores em fogo com chamas brilhantes

Nuvens que giram em uma roxa neblina

Refletem nos olhos azuis de Vincent

Cores mudando de tom

Campos matutinos de grãos âmbar

Rostos cansados com dor

São acalmados pelas mãos afetuosas do artista

 

Agora eu entendo

O que você tentou me dizer

E como você sofreu por sua sanidade

E como você tentou os libertar

Eles não queriam ouvir

Eles não sabiam como

Talvez eles te ouçam agora

 

Porque eles não podiam te amar

Mas mesmo assim seu amor era verdadeiro

E quando não havia mais esperança

Naquela noite estrelada

Você tirou sua própria vida,

Como amantes geralmente fazem

Mas eu poderia ter te falado, Vincent,

Esse mundo não foi feito para alguém tão bonito quanto você

 

Noite estrelada, estrelada

Retratos pendurados em paredes vazias

Cabeças sem porta-retratos em paredes sem nomes

Com olhos que observam o mundo e não esquecem

Como os estranhos que você conheceu

Os homens acabados, com roupas rasgadas

O espinho prateado de rosas sangrentas

Está esmagado e quebrado, na neve virgem

 

Agora eu acho que sei

O que você tentou me dizer

E como você sofreu por sua sanidade

E como você tentou os libertar

Eles não queriam ouvir

Ainda não estão ouvindo

Talvez nunca ouvirão

Atividade de arte sobre a psicologia das cores

Imprima as obras de arte que analisamos e deixe em um local visível da sala. Eu preguei-as no quadro com fita crepe.

Coloque o nome de cada obra logo acima de cada pintura. Desta forma, se não for possível que os alunos terminem a atividade na aula poderão pesquisar na internet e finalizar o trabalho em casa.

Antes de contar aos alunos sobre as análises das obras de Tarsila do Amaral e Noite Estrelada, instigue os alunos:

Pergunte o que a obra trás de sensação, se eles acham que existe alguma simbologia escondida. Liste no quadro o que os alunos falarem sobre as pinturas.

Quando terminarem de falar o que acham sobre a obra, conte a análise “real” das obras (pinturas).

Atividade de arte – Atividade prática sobre a teoria das cores

=>> Proponha para seus alunos fazer a releitura de uma das obras abordadas neste post. Porém, peça para que brinquem com as cores da pintura, ou seja, eles devem modificar as cores a fim de conseguir um outro significado, uma outra atmosfera,  para a pintura escolhida.

O resultado com certeza será incrível!


material

Material Didático para Alunos e professor  (em breve! deixe seu email que te avisamos quando o material estiver disponível… =]  )
Baixe o Material desta Aula

Site estoriasdahistoria  (acesso dia 16/08/2016)

Vagalume – Letra e tradução da música “Vincent” (acesso dia 16/05/2017)